Desmaterialização de Processos
de Urbanismo

Digitalização com vácuo, à escala e a cores

Solução Patenteada – n.º 103507
 
Ver vídeo

+ de 5 milhões plantas

digitalizadas

+ de 20 milhões documentos

digitalizados

+ de 1/3 população

é servida pelo KAPTURE

Testemunhos

Testemunho Maia
“O Kapture, enquanto solução de digitalização, alavancou o início de uma mudança de paradigma no que diz respeito aos processos de negócio municipais, com particular incidência na área do urbanismo. Paulatinamente, o suporte digital vence a resistência no seio da organização, relativamente à dependência do papel e internamente esta ferramenta impulsionou a criação de um ambiente multitarefas, algo impensável até 2012.
Em larga medida, este desenvolvimento deveu-se à usabilidade e qualidade da solução kapture, que promove, entre outras, a agilização do atendimento ao tecido empresarial e ao cidadão, possibilitando de imediato o acesso e reprodução da documentação requerida, contribuindo de forma inequívoca para a preservação do património documental deste Município.”


Suzana de Sousa e Silva

Chefe da Unidade
Câmara Municipal da Maia

Testemunho Figueira da Foz
“A solução de digitalização Kapture, no arquivo municipal da Figueira da Foz desde 2016, revelou-se numa mais-valia.
Para além da digitalização com a mera finalidade de preservação, permitiu dar a conhecer o nosso espólio, a cedência de documentos, emissão de certidões no momento.
A desmaterialização está a acontecer, e permite que os serviços possam aceder diretamente aos documentos, ganhou-se em espaço e celeridade.”


Emília Limede

Chefe de Serviço Bibliotecas e Arquivo
Câmara Municipal da Figueira da Foz

Testemunho Cascais
“A aposta na digitalização do Arquivo Municipal de Cascais tem vindo a revelar-se um dos projetos estruturantes da modernização da gestão da informação. A prossecução deste objetivo, que no Arquivo Técnico de Urbanismo é desenvolvido com recurso à solução Kapture, da MIND, garantiu a desmaterialização de grande parte da nossa documentação, evitando a circulação, deterioração e perda de originais e facultando o acesso online a um número crescente de utilizadores internos e externos. Neste contexto importa registar que o elevadíssimo número de documentos descritos, digitalizados, georreferenciados e pesquisáveis em X-Arq contribuiu de forma decisiva para que durante os períodos de confinamento impostos pela COVID-19 a gestão do Arquivo não fosse afetada, num período marcado pelo incentivo ao trabalho cooperativo à distância, com evidente benefício do serviço prestado.”


João Miguel Henriques

Chefe da Divisão de Arquivos
Bibliotecas e Património Histórico da Câmara Municipal de Cascais

Testemunho Lourinhã
“...já digitalizávamos documentos com o intuito de evitar a saída dos originais do arquivo, e possibilitar o acesso à distância a alguns tipos de documentos solicitados ao arquivo municipal, as vantagens com a aquisição da Kapture traduzem-se especialmente no facto de nos permitir executar digitalizações de grandes formatos, de forma normalizada e com a possibilidade de integração das imagens no X-arq. Por outro lado, em breve, este novos equipamentos irão sem dúvida melhorar o trabalho cooperativo em termos de acesso interno à informação/documentação existente por parte de diferentes serviços, designadamente ao nível dos processos de operações urbanísticas.”


João Filipe Venâncio Leitão

Coordenador – Modernização Administrativa
Câmara Municipal da Lourinhã

Testemunho Loulé
“Coordeno a equipa responsável desde Fevereiro de 2011, altura em que iniciámos este projecto. Desde então e até aos dias de hoje, não tenho nenhuma dúvida que todos os serviços relacionados com o Urbanismo melhoraram bastante com o Kapture/X-arq e porquê? Pois bem vou começar por enumerar todas as vantagens que o Kapture/X-arq trouxe aos nossos serviços. Desde logo a simplicidade de toda a orgânica de funcionamento. A qualidade final do produto e dos resultados apresentados. A rapidez na execução das várias tarefas que o mesmo oferece. Excelente na elaboração dos quadros estatísticos que elaboramos mensalmente, como na demonstração de resultados do relatório Anual que enviamos para os demais responsáveis do Departamento de Urbanismo e até mesmo ao Presidente da Câmara que detém a tutela do DPAT. Uma ferramenta indispensável no Urbanismo mas com o correr do tempo outras áreas da Câmara Municipal aderiram também aos serviços do Kapture/X-arq, fundamentalmente aquelas que utilizam o Arquivo Geral..."
O desaparecimento quase na totalidade do papel nas secretárias e armários do Urbanismo, pois os técnicos e demais funcionários do Urbanismo já se habituaram a consultar os processos no PC. A resposta na hora que os serviços administrativos passaram adoptar a partir do momento em que os elementos solicitados já se encontram Digitalizados. A eficiência das máquinas Digitalizadoras que muito raramente encontram problemas e que quando acontece a resposta da Manutenção é muito célere. Também não devo esquecer as melhorias que o X-Arq com as novas actualizações e quer mesmo nas alternativas que nos cria internamente nas capacidades de tornar esta ferramenta cada vez mais essencial. Em suma até ao momento e já vão volvidos 11 Anos só encontro vantagens e desculpem-me a honestidade mas não consigo localizar qualquer defeito no Kapture/X-Arq.”


Pedro Laginha

Coordenador Digitalização
Câmara Municipal de Loulé

Testemunho Marinha Grande
“Para a presidente da Câmara Municipal, Cidália Ferreira, hoje demos um importante e decisivo passo a caminho da total desmaterialização dos serviços municipais. Com a instalação de várias digitalizadoras de grandes formatos, dá-se agora início à fase de digitalização de todos os documentos de grandes formatos, preparando-se assim o caminho para se eliminar a utilização do papel de forma diária dos serviços do Município da Marinha Grande.”


Cidália Ferreira

Presidente
Câmara Municipal Marinha Grande

Fonte: Sítio Município Marinha Grande

Testemunho Lisboa
“As razões da opção pelo digital são evidentes: preservação dos originais, difusão da informação, e qualidade de resultados. Os objetivos a alcançar são: maior acessibilidade e rapidez na circulação dos processos de obra particulares, normalização de procedimentos e maior eficiência dos circuitos documentais, contribuindo decisivamente para o desenvolvimento da gestão integrada de documentos do município de Lisboa, ao melhorar o acesso à informação, permitir um maior intercâmbio com os clientes externos, impedir a degradação documental e garantir a transparência dos procedimentos arquivísticos, facilitando, através da Internet, o acesso à informação.”


Maria Inês Ferreira Morais Viegas

Chefe de divisão do Arquivo à data da implementação do projeto
Câmara Municipal de Lisboa

Fonte: Sítio Arquivo Municipal de Lisboa

 
Contacto

kapture@mind.pt


Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador e analisar o tráfego no website.
Mais detalhes podem ser encontrados em Tudo sobre cookies.